Fique por dentro

Notícias

Trabalhos científicos inscritos bate recorde em Congresso

Mais de 2 mil trabalhos científicos já foram inscritos no X Congresso de HIV/Aids e no III Congresso de Hepatites Virais “Novos Horizontes, Novas Respostas”, que acontecerão de 17 a 20 de novembro, no Centro de Convenções de João Pessoa.

O X Congresso de HIV/Aids e no III Congresso de Hepatites Virais “Novos Horizontes, Novas Respostas” já somam mais de 2 mil trabalhos inscritos. Os eventos serão promovidos pelo Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais do Ministério da Saúde, em parceria com a Organização Pan-Americana de Saúde (Opas), o Governo do Estado da Paraíba e a Prefeitura de João Pessoa. É a primeira vez que a Paraíba sedia os eventos e está prevista a participação de mais de quatro mil pessoas.

Dentre os trabalhos inscritos, a maioria (1.064, ou 52%) optou pela categoria pôster; o restante (980, ou 48%), pretende apresentar os trabalhos na modalidade pôster oral. As inscrições se encerraram no último dia 10 de julho.

A previsão é que o resultado da análise dos trabalhos seja divulgado no dia 13 de agosto. Os aprovados receberão bolsas completas, com passagem, hospedagem, alimentação e transporte, durante o evento. Os participantes poderão apresentar seus projetos a grandes especialistas brasileiros e de todo o mundo, em ambas as epidemias.

Os congressos visam mostrar novas tecnologias, pesquisas, medicamentos e boas práticas na prevenção e na resposta ao HIV/Aids e às Hepatites Virais. “Será uma excelente oportunidade de troca de experiências entre profissionais e estudantes das áreas de saúde e educação, além da participação da população. Vários órgãos do Governo do Estado firmaram parceria com o evento, abraçando a causa. A Secretaria de Cultura e Funesc contribuirão com a parte cultural. Já a Secretaria de Educação, além de incentivar os professores da rede estadual na inscrição de trabalhos, vai publicar uma edição especial da Revista Digital Compartilhando Saberes sobre a temática dos Congressos”, disse a gerente operacional das DST/AIDS/HepatitesVirais, da Secretaria de Estado da Saúde, Ivoneide Lucena.

O Congresso de Aids é realizado desde a década de 90. Nas nove edições anteriores, o foco sempre foi a prevenção, o que muda a partir deste ano é que se torna um evento que debaterá todos os aspectos da resposta à epidemia: novas técnicas de diagnóstico, novos tratamentos, novas pesquisas, profilaxias pré e pós-exposição.

Esta é a terceira edição do Congresso de Hepatites Virais, que cresce em importância, pois, em relação à hepatite C, o Brasil e o mundo vivem em 2015 um momento sem precedentes, com a altíssima possibilidade de cura trazida por novos medicamentos e o compromisso assumido pela OMS, que pretende erradicar a doença até 2030.

Nesta terça-feira (21), a equipe do Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais, do Ministério da Saúde, realiza, durante todo o dia, uma visita ao Centro de Convenções para identificar e mapear os espaços que serão utilizados, para levantamento de necessidades e especificações técnicas. “Uma vez por mês recebemos a visita desta equipe com a finalidade de promover pactuações com diversas Secretarias do Estado. Esta será a quarta visita e vários pontos importantes na organização estão sendo fechados para o andamento dos congressos”, falou a gerente.

Segundo Ivoneide, os eventos estão sendo esquematizados visando a participação de 4 mil pessoas do Brasil e de todo o mundo. “Vários aspectos já foram fechados: o Espaço Cultural, durante todo o mês de novembro, terá várias apresentações e shows alusivos à consciência negra e incentivaremos que os participantes dos congressos estejam presentes nas atividades. Já tivemos reuniões com as Secretarias de Cultura, Educação e até com fornecedores de alimentação. Além disso, foi fechada parceria com o Convention Bureau João Pessoa. Estamos viabilizando que os hotéis da cidade, do Bessa a Cabo Branco, sejam fechados especificamente para participantes dos congressos”, pontuou.

A abertura do Congresso será no dia 17 de novembro com participação do Programa de Inclusão Através da Música e das Artes (Prima), do Governo do Estado, no Teatro A Pedra do Reino, no Centro de Convenções, com entrega prevista para o início de agosto.